Sala de Imprensa
Arquivos
CFBIO

CFBIO

CRBio-03 entrega livro que conta a história dos 30 anos da biologia no Brasil

Gelcira Teles e Simone Ramos. A trajetória da profissão de biólogo no Brasil está registrada nas 196 páginas da obra “Sistema CFBio/CRBios, 30 anos, História e Memórias”. O livro foi entregue aos homenageados, durante coquetel realizado na noite de 12 de junho, no Moeda Bar e Restaurante, Santander Cultural, Porto Alegre. A solenidade foi organizada pelo Conselho Regional de Biologia 3ª Região (CRBio-03 – RS/SC), que prestou homenagem aos pioneiros da biologia no Rio Grande do Sul e ex-presidentes do CRBio-03. O evento teve a presença de biólogos, representantes de entidades, universidades e colaboradores do Conselho. Reconhecimento aos precursores De acordo com a presidente do CRBio-03, Dra. Clarice Luz, a entrega da publicação consolidou um momento importante para a história da biologia no Brasil. “Cristalizou o desejo de reunir em um só momento a trajetória dos biólogos no Brasil, recuperando a memória dos 30 anos de luta pela regulamentação e reconhecimento da profissão no país”, manifestou. “Participei ativamente desse movimento desde seu início – quando ainda era estudante, e sempre tive a preocupação em registrar essa trajetória para que a mesma não fosse perdida ou dispersa com o tempo. A obra presta uma homenagem aos precursores da biologia que merecem nossa valorização e reconhecimento. Agradecemos aos conselheiros que colaboraram para que essa iniciativa se concretizasse.”

Publicação

Presente na cerimônia, a responsável pela iniciativa de organizar a publicação da obra, Maria do Carmo Brandão Teixeira, ex-presidente do Conselho Federal de Biologia (CFBio), entre 2007 e 2011, relatou o trabalho desenvolvido no livro. Ela destacou que a obra é dividida em quatro momentos, com fotos históricas e ilustrações dos elementos da natureza: terra, fogo, água e ar. Maria do Carmo concedeu o mérito da ideia do livro à professora Noemi Tomita, que também presidiu o CFBio. “Ela contou com muita propriedade as dificuldades sofridas para regulamentar a profissão de biólogo, luta que começou nos idos de 1970 e só se concretizou porque nosso Projeto de Lei (PL) trancava a pauta e nesta tinha o PL da anistia". Maria do Carmo ressaltou a mobilização dos estudantes que viajavam de ônibus a Brasília, inclusive os do Rio Grande do Sul.

Maria do Carmo relata como o livro foi organizado

A proposta em publicar um registro histórico sobre a regulamentação da profissão de biólogo iniciou durante a comemoração dos 30 anos do Sistema CFBio/CRBios. Realizamos várias reuniões com presidentes dos CRBios e nossa Comissão de Divulgação. Através de processo licitatório, contratamos a empresa Escritório de Histórias para editar o livro. Traçamos um programa que faz uma retrospectiva de como iniciou o processo de regulamentação da profissão de biólogo, ocorrida em 1979. A obra foi realizada com o apoio dos presidentes das regionais e colaboradores, que nos ajudaram a reunir o material (documentos e fotografias). No livro, registramos José Bonifácio como primeiro naturalista do Brasil - que mereceu nossa valorização e reconhecimento, pois é precursor de nossa luta.”

Comemorações dos 30 anos

Nas homenagens pelos 30 anos do Sistema CFBio/CRBios, Maria do Carmo destacou três ações importantes: - A sessão plenária comemorativa na Câmara dos Deputados e na Distrital de Brasília; - A primeira oficina do Sistema CFBio/CRBios, que reuniu todos conselheiros regionais e federais; - O primeiro encontro de coordenadores de cursos de Ciências Biológicas, que encerrou as ações comemorativas dos 30 anos. Na avaliação de Maria do Carmo, o momento atual dignifica o esforço pela regulamentação da profissão. “Hoje o mercado de trabalho para os biólogos é excelente. Atuamos em pesquisa, desenvolvimento e serviços nas áreas de meio ambiente, saúde e biotecnologia. Oferecemos consultoria em todos os segmentos desse mercado”, salientou.

Embrião da luta

Luiz Clock recebe a obra de Maria do Carmo Luiz Glock, um dos pioneiros da biologia e homenageado com a entrega do livro, relembrou esses 30 anos de história: “No começo, a biologia era exercida por professores bacharéis e licenciados - formados pelo Curso de História Natural, que atuavam em desvio de função. Esse era o embrião da luta pela regulamentação da profissão. Com a criação do Museu de Ciências Naturais do Estado do Rio Grande do Sul, sob o comando do professor José Willibaldo Thomé, foi criada a Associação dos Naturalistas do Rio Grande do Sul. Em seguida, o professor Isaac Roitman constituiu a Associação dos Professores de Ciências. Assim, todos congregaram as Ciências Naturais, dividindo-se em dois núcleos. Os diretórios acadêmicos fizeram pressão para que o Ministério do Trabalho regulamentasse a profissão de biólogo. Finalmente, a profissão de biólogo foi regulamentada, paralela à de biomedicina (biologia com especialização em medicina). Primeiramente, o Ministério do Trabalho instituiu o Conselho Federal de Biologia e Biomedicina, que depois se dividiu em dois conselhos diferentes. O então secretário de Meio Ambiente, com status de ministro na época, Paulo Nogueira Neto, disponibilizou seu gabinete para sediar as reuniões do Conselho, que não tinha sustentação financeira. Com a participação dos conselheiros biólogos em congressos nos estados brasileiros, conseguimos juntar registros e adquirir sustentabilidade. Os conselhos regionais foram adquirindo massa crítica com o tempo. Quando fui vice-presidente do CFBio estive na região Sul para empossar o CRBio-03. Foi uma história maravilhosa que valorizou nossa profissão.”

Livro

Em comemoração aos 30 anos da regulamentação da profissão de biólogo, o CFBio conta sua história num livro redigido e editado pelo Escritório de Histórias (DF). Para recuperar esta memória, os autores Osias Ribeiro Neves, Isabella Verdolin Neves, Juliana Semedo e Luciana Amormino realizaram uma extensa pesquisa bibliográfica e fizeram entrevistas com as pessoas que participaram da criação e do desenvolvimento da instituição. A obra “Sistema CFBio/CRBios - 30 Anos - História e Memórias” foi publicada em 2011. Está dividida em quatro partes: O nascimento da biologia no Brasil; A consolidação do Conselho Federal de Biologia; O CFBio no século XXI e Os Conselhos Regionais. Em cada capítulo, há uma citação da principal obra de Charles Darwin “A origem das espécies”, uma homenagem que o CFBio presta ao homem que revolucionou as chamadas Ciências Naturais. “Lançado em 1859, o livro A origem das espécies revolucionou o conceito sobre a vida na Terra. Mesmo depois de 150 anos, ainda é contestado por fundamentalistas e por àqueles que se assustaram com a afirmação de que a espécie humana seria resultado de um sistema em evolução permanente, assim como as outras espécies animais”. (Trecho do livro Sistema

21 / Jul / 2012
Conselho Federal de Biologia

Comente esta publicação

Copyright © 2021 - Escritório de Histórias Eireli - Desenvolvido por Construsite Brasil - Criação de SitesAssinatura da Construsite Brasil
Entre em contato conosco