Área Restrita | Créditos
Início » Artigos » Artigo
a- A+

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Enviado por eschistorias em 02/12/2011 11:16:13 ( 959 leituras )
Em seu segundo livro de poesias, Dinaldo Domingues convida o leitor a um bem humorado bate-papo, por meio de sonetos, sobre os assuntos favoritos nas mesas de boteco. A boemia, as mulheres e as desilusões dividem espaço com os conselhos, a saudade e a política. A finitude, a velhice e as divagações também merecem destaque, tudo com o toque de alegria, descontração e bom humor do talentoso Dinaldo.

Dinaldo Domingues nasceu em Pernambuco e iniciou sua carreira musical tocando trompete. Compositor, músico e poeta, reside em Brasília desde 1973, onde começou a participar de rodas de choro. Possui quatro CDs gravados com suas composições, e continua indo aonde o povo está, pelos bares da vida, nas noites brasilienses e compondo em profusão. É casado, tem quatro filhos e dez netos.
Imprimir Enviar artigo para um amigo Criar um arquvo PDF do artigo

Museu Virtual Brasil

Confira o projeto Museu Virtual Brasil, produzido pelo Escritório de Histórias

Continue a leitura >>

Escritório de Histórias

Belo Horizonte - MG

Av. Brasil, 1831, salas 411 e 412 - Funcionários

CEP: 30140-002 - Telefax: (31) 3262-0846